Ben Wallace, ministro da Segurança do Reino Unido, assume que o tipo de autenticação utilizado pelas entidades bancárias deve ser também implementado pelas empresas da internet para eliminar o bullying de jovens online. O responsável político refere que as pessoas têm de fazer a escolha entre o "oeste selvagem ou uma sociedade civilizada", no ciberespaço.

As palavras do ministro sucedem às de Theresa May, que já havia alertado as empresas tecnológicas para tomarem medidas sobre os ataques às mulheres nas suas plataformas. Ben Wallace apontou igualmente às redes sociais, como o WhatsApp, Facebook e Twitter, para assumirem as suas responsabilidades e ajudarem a combater o abuso online com a mesma urgência com que lidam com as ameaças de terrorismo, modificando o sistema de encriptação que enfatiza o anonimato.

YouTube e Facebook são as plataformas que mais expõem os jovens a conteúdos violentos e de sexo
YouTube e Facebook são as plataformas que mais expõem os jovens a conteúdos violentos e de sexo
Ver artigo

“O Bullying e o aliciamento de jovens surgem porque as pessoas sabem que não podem ser identificadas”, destacou o ministro ao The Times, referindo que as pessoas não devem estar protegidas pelo anonimato. À chegada do G7 Summit, a primeira-ministra Theresa May referiu que “o que é ilegal offline tem de ser ilegal online, e vou apelar aos líderes mundiais para agirem seriamente para lidar com os problemas, tal como estamos a fazer no Reino Unido, no nosso compromisso de legislar os perigos online”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.