O YouTube vai mudar a forma como gere vídeos de videojogos violentos. A partir desta segunda-feira, dia 2 de dezembro, a plataforma trata a "violência simulada ou orientada por guião" dos jogos, tal como endereça violência em séries e filmes.

Na prática, esta medida retira as restrições de idade de alguns vídeos e abre-os a uma parte maior da comunidade. Nota para a ressalva deixada pela empresa, que promete continuar a restringir conteúdos focados no elemento violento do vídeo.

"Sabemos que existem diferenças entre a violência da vida real e a violência simulada ou escrita - tal como a que vemos nas séries e nos jogos - por isso queremos garantir que aplicamos as nossas políticas de forma consistente a todos os conteúdos gráficos violentos", lê-se no site da marca.

Recorde-se que, recentemente, o YouTube disse estar à procura de anunciantes dispostos a envolver as suas marcas com vídeos mais "ousados", pelo que os criadores deverão beneficiar com a chegada de novas empresas à plataforma. A decisão deverá beneficiar os criadores focados em gaming que façam vídeos com jogos mais violentos, que podem agora fazê-los chegar a um público ainda mais vasto e monetizá-los de forma mais eficiente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.