Umas maiores, outras mais pequenas. Umas com mais funcionalidades (mais caras…), outras mais simples e “diretas”. A finalidade, essa, é sempre a mesma: dotar qualquer televisor do mais completo conjunto de recursos multimédia, aqueles que conhecemos das Smart TV.

Aliás, mesmo que o seu televisor conte com este tipo de funcionalidades, dependendo do modelo e do quão completo é esse grupo de opções, pode sentir necessidade de ter uma box Android. Se a sua TV é um pouco mais antiga ou menos avançada, então aí sim é quase certo de que “precisa” mesmo deste gadget.

Explicamos porquê: o que uma box Android faz é ligar-se ao seu televisor através de uma das portas HDMI para assumir as funções dos “velhinhos” discos/streamers multimédia que tanto estiveram em voga há alguns anos. O principal “condão” destes equipamentos era a possibilidade de reproduzirem filmes/vídeos no formato Divx com legendas sincronizadas. Estes ficheiros provinham da memória interna, caso existisse, ou de qualquer pen ou disco externo USB.

Clique nas imagens para saber mais sobre as boxes Android

Mas depois chegou a evolução que fez com que estas “caixas” tenham a designação que têm hoje: a instalação de um ambiente Android, “típico” dos smartphones (e outros gadgets, também), para servir de sistema operativo de gestão global das funcionalidades.

Assim, como as boxes Android são “peritas” na ligação à internet (quase todas já incluem Wi-Fi dual band, mas continuamos a recomendar uma boa ligação Ethernet), é fácil de perceber que agora o maior dos atrativos destes dispositivos reside na possibilidade de instalarmos e usarmos com ele qualquer app que exista na loja Google Play. Redes sociais, Netflix, jogos, Spotify e muito mais!

Mas há muito mais funcionalidades e possibilidades associadas a estes equipamentos, tal como o potencial de entretenimento que estes adicionam à sua sala de estar (ou a qualquer televisor situado noutro qualquer ponto da sua casa) não cessa de crescer a cada ano e sempre que surge uma nova geração de boxes do género.

Um dos exemplos mais flagrantes disso mesmo é a plataforma Kodi, uma app que podemos ter instalada em praticamente qualquer box Android e que tem várias funcionalidades interessantes, entre elas, principalmente, a possibilidade de aproveitar o melhor que a televisão por IP nos oferece.

Mas é preciso ter atenção ao modelo de box Android que selecionamos para ser o “anjo da guarda” da nossa TV, caso esta não seja de todo uma Smart TV, pois alguns modelos podem não ser compatíveis com algumas das apps que mais deseja ter em “ação” na sua sala de estar.

Damos uma ajuda, já que na galeria nesta página encontra seis modelos a ter em conta. Preços, características e “visuais” distintos, mas o mesmo propósito. E com a “magia” da resolução 4K presente em todas estas opções, isto no que toca ao à reprodução de vídeos, filmes e séries.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.