Sob o lema “Unidos Contra Covid-19”, a primeira edição online do Startup Weekend que terminou este final de semana, 03 de maio, contou com cerca de 400 participantes residentes no país e na diáspora. O evento contou com 80 ideias, onde 20 finalistas foram avaliados por um corpo de jurados.

Segundo nota de imprensa, “foram submetidas 80 ideias, das quais, 43 foram selecionadas para serem trabalhadas e desenvolvidas durante o fim-de-semana, de 1 a 3 de maio, onde as equipas de trabalho foram montadas durante as 24 horas antes do início do evento”.

Os participantes de várias nacionalidades, destacando-se além de cabo-verdianos, brasileiros, nigerianos e indianos, puderam usar uma plataforma digital, o Discord, que permitiu conhecerem-se e conhecerem as diferentes ideias.

O evento “totalmente online” contou com 20 finalistas que foram avaliados por um corpo de jurados composto por três pessoas, nomeadamente, Diogo Moeda, Gestor da BIC, Jacqueline Moniz, Diretora Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágios Profissionais, DGEFPEP, e o Supervisor do Planeamento, Inovação e Gestão de Projetos no Grupo CVTelecom, Juvenal de Carvalho.

Entretanto, nesta edição a Cheetah Start, a organizadora do evento, "mobilizou parceiros para serem padrinhos de cada uma das áreas para oferecerem prémios em produtos e serviços avaliados em cerca de cem mil escudos."

Num total de 6 vencedores e um prémio de honra, os projetos vão ser apadrinhados por instituições nacionais nas respetivas áreas de premiação.

Na área de Empresas, apadrinhada pela Pró Empresa, teve como vencedor o “Sucupira Digital”, uma plataforma de comércio eletrónico, que visa digitalizar a economia informal.

Já na área de Saúde que é apadrinhada pela Emprofac, teve como vitorioso o “Espaço Vida”, que propões fazer atendimentos online de alterações psicossomáticas consequentes da pandemia.

Uma plataforma de venda online de produtos alimentares, “Noz Merkadu”, é vencedora na área Comunidade que foi apadrinhada pela CV Móvel.

Já para a área da Educação, apadrinhada pela Direção-Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágios Profissionais (DGEFPEP), a “House School”, um aplicativo que une, à distância, alunos e professores e permite a interação com os pais.

A área Populações Mais Vulneráveis, apadrinhada pela PNUD, teve como vencedor o “Food Bank Of Cape Verde”, uma plataforma que permite doação de alimentos.

E a área de Entretenimento teve como vencedor o “Mapeamento Virtual”, que oferece educação e entretenimento.

Ainda foi atribuído um Prémio de Honra à Shield 3D, que produz equipamentos de proteção individual (EPI), recorrendo à impressão 3D.

Para além dos prémios oferecidos pelos padrinhos das respetivas áreas, os projetos vencedores recebem ainda a participação num Bootcamp de Inovação, oferecido pela Cheetah Start, o apoio da Pró Empresa no desenvolvimento dos seus produtos e a preparação para mobilização de fundos, oferecido pela consultora internacional, a Pitchdrive.

De realçar que durante o final de semana do Startup Weekend Online, os empreendedores participaram em 6 workshops, abordando temas como o trabalho em equipa, o desenvolvimento do modelo de negócio e a apresentação de um projeto.

Todo o trabalho desenvolvido teve o acompanhamento, permanente, de 31 mentores, que puseram à disposição das equipas toda a sua experiência, conhecimentos e contactos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.