O crioulo cabo-verdiano vai entrar para o programa de tradução automática da rede social Facebook. A informação foi avançada pela empresa nacional de prestação de serviços linguísticos, Lang Consult, que foi escolhida para fazer parte do projeto, através da prestação de serviços de Tradução e Controlo de Qualidade.

Segundo o diretor executivo da Lang Consult, Omaru Djaló Abreu, o convite para fazer parte do projeto surgiu de forma espontânea por parte de uma empresa que representa o Facebook.

“Sendo uma empresa de prestação de serviços linguísticos e tendo em conta que estamos inseridos em território nacional, acho que estamos visíveis a potenciais clientes internacionais. Foi com naturalidade que fomos contactados”.

Omaru Djaló Abreu disse ao SAPO que o projeto iniciou há dois meses e já foram traduzidas cerca de 160 mil palavras em língua cabo-verdiana.

“O trabalho está em curso e fazemos tanto a tradução de inglês para crioulo, bem como a revisão. É um projeto inicial e acho que também vai existir a tradução de crioulo para inglês”.

De acordo com um comunicado da Lang Consult, os textos em crioulo serão depois utilizados para treinar a inteligência artificial que produzirá no final a tradução automática.

Questionado sobre o que representa o projeto para a Lang Consult, a mesma fonte diz que para já é o reconhecimento da empresa a nível nacional, bem como internacional. “Ficamos contentes, uma vez que, fomos referenciados como uma empresa capaz de fazer o trabalho que requer um controlo de qualidade”.

 Omaru Djaló Abreu
Diretor executivo da Lang Consult, créditos: Aline Oliveira

Mais progressos lá fora do que no país

“É estranho que tenhamos uma iniciativa destas a acontecer ao nível internacional, mas ao nível nacional ainda há muito por fazer em termos do reconhecimento da língua materna. Está-se a fazer mais progressos lá fora do que no país”, diz.

Segundo Omaru Djaló Abreu, é preciso reconhecer o crioulo como língua oficial e depois fazer os investimentos necessários na questão da alfabetização.

”O crioulo é uma língua madura, com alfabeto, há questões que são debatíveis, mas não é por isso que devemos parar. A nossa empresa é uma empresa de serviços linguísticos e temos como bandeira a língua materna e vamos contribuir naquilo que for preciso para a consolidação e padronização do crioulo”.

Situada na cidade da Praia, a Lang Consulting foi criada em 2012 e começou a funcionar em 2017.

“A nossa presença online já quebrou todos os tipos de barreira e já ficamos visíveis aos clientes internacionais. Neste momento, a empresa emprega cerca de 10 pessoas”, conclui Omaru Djaló Abreu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.