O  CEO da Box receia que a crescente desconfiança que os consumidores sentem por gigantes tecnológicas, como a Google e o Facebook, se alastre a todo o sector tecnológico. Em conversa com Kara Swisher, apresentadora do podcast Recode Decode, o empreendedor norte-americano disse acreditar que os últimos escândalos públicos, que envolveram os nomes destas empresas, "podem contagiar outros serviços".

Levie afirma que a maior razão para a crescente descrença nestas plataformas reside na utilização maliciosa de serviços e na contínua e desmedida regulação imposta pelo governo, que acaba por amputar estas soluções de algumas das suas funcionalidades mais úteis. E se a primeira justificação afugenta consumidores, a segunda afugenta os clientes que garantem a maior parte da receita a muitas das empresas que operam na indústria.

"O pior cenário acontecerá se Silicon Valley, no geral, ficar tão atrasada e afogada relativamente a estes assuntos [políticos] a um ponto em que nem as pessoas nem as firmas sentirão que podem continuar a confiar nos seus serviços", explicou. "Até certo ponto, o nosso sucesso depende da confiança que as empresas da Fortune 500 depositam na tecnologia que se desenvolve em Silicon Valley. Se as empresas constatarem que essas ferramentas podem ser manipuladas, que estão a ser utilizadas de forma maliciosa ou que os reguladores estão a suprimi-las, isso afeta todo o negócio, do consumidor ao cliente".

O CEO explica ainda que não é contra uma regulamentação "pesada" por parte do governo, mas sublinha que esta terá de ser feita nas instâncias apropriadas e sobre os assuntos que mais dela precisam.

"Que notícias é que vemos no nosso feed? Qual a pessoa que tem de sair lesada num acidente entre vários carros autónomos? Isto são questões fundamentais que precisam de decisões por parte dos reguladores e da indústria. Como sociedade, temos de definir qual é o resultado aceitável em cada um destes casos", termina Levie.