Em declarações à imprensa, em modo de balanço da visita efectuada à ilha Brava, Abraão Vicente sublinhou que a inauguração da TDT é um “grande acontecimento” para Cabo Verde e para a ilha que neste momento passa a ser uma das poucas localidades de Cabo Verde que ultrapassa os 95 por cento (%) de cobertura.

“Somente Lomba Tantum e Ferreiros não possuem acesso à TDT, mas vamos fazer a instalação de uma nova antena que irá colmatar esta falha”, garantiu o ministro.

No acto de inauguração, fez-se a distribuição de “box” a quarenta famílias mais carenciadas e a equipa aproveitou para passar a informação de que a “box” já se encontra disponível no mercado.

Entretanto, diz ter quase a certeza de que grande parte das famílias possui aparelhos televisivos compatíveis com a TDT.

Na ocasião, o ministro fez a entrega de instrumentos musicais à Escola de Música da Brava, enquadrada no programa Bolsa de Acesso à Cultura, considerando o acto como a “continuação de um programa que tem mobilizado famílias e o município através da integração”.

Abraão Vicente relembrou que a Escola de Música da Brava possui uma filial na ilha de Santiago que já tinha recebido alguns instrumentos, esta quarta-feira, apenas entregaram simbolicamente dois instrumentos que é o “início de um processo”.

O governante aproveitou para falar da inauguração da primeira fase das obras Casa Museu Eugénio Tavares, porque conforme justificou “não se pode ter a obra e um percurso de excelência de um homem que foi político, estudioso, ensaísta, um forte activista social da sua época, um dos primeiros a falar da independência de Cabo Verde na sua época, com uma casa degradada”.

Segundo o governante, fizeram “honra” ao município da Brava, à cultura e ao patrono do Dia Nacional da Cultura, Eugénio Tavares.

A segunda fase, passará pela “total instalação do projecto museográfico com uma réplica daquilo que era a casa de Eugénio Tavares, mas também com a instalação de um projecto museológico que possa de facto estar a altura das exigências dos turistas que vêm, mas, sobretudo das novas gerações dos bravenses que devem conhecer profundamente Eugénio Tavares”.

Sobre os equipamentos doados à Escola da Música da Brava, o responsável Manuel Barbosa diz ter recebido os instrumentos de “bom grado” porque a escola depende de empréstimos de igrejas ou alguns professores, ou então de alguns alunos que possuem um instrumento.

Já os beneficiários dos “box” da TDT demonstraram-se “satisfeitos” pois a maioria afirmou que possuem aparelhos televisivos, mas sem acesso ao sinal da televisão nas suas localidades, o que a partir de agora não acontecerá mais com o novo sistema.

MC/HF

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.