Numa altura em que o novo Coronavírus parece afetar alguns planos de gigantes tecnológicas, a Apple anunciou esta quarta-feira um "refresh" em duas linhas. Trata-se do novo iPad Pro, com uma grande aposta na realidade aumentada (RA) e do novo Macbook Air. O portátil já está disponível para compra, com o valor a começar nos 1.229 euros, enquanto o novo modelo do iPad está em pré encomenda a partir dos 909 euros.

Com este novo MacBook Air de 13 polegadas a Apple promete maior performance e o dobro do armazenamento. O armazenamento do MacBook Air começa agora nos 256 GB, com o equipamento a contar com até 2 TB SDD, também o dobro do anterior limite máximo. O novo modelo integra o último sistema operativo da Apple para computadores, o macOS Catalina.

Com uma resolução de 2560x1600 para mais de quatro milhões de píxeis e um peso de 1,29 kg, o portátil conta com um processador Intel Core i7 quad‑core disponível em opção. O MacBook Air inclui agora o novo teclado Magic Keyboard, apresentado pela primeira vez no MacBook Pro de 16 polegadas, integrando também o Touch ID.

Quanto a valores concretos, e dependendo do armazenamento, o MacBook Air anunciado esta quarta-feira pode custar entre 1.229 e 1.529 euros, ou mais, caso opte por outros possíveis extras. Confira as imagens do modelo, disponível em cinzento, dourado e prateado.

A aposta de realidade aumentada no novo iPad pro

Em comunicado, a Apple refere-se ao novo tablet como o seu iPad Pro "mais avançado", com o chip biónico A12Z e, de acordo com a empresa da maçã, mais potente do que a maior parte dos laptops Windows. As imagens divulgadas no final de fevereiro sugeriam um modelo idêntico ao iPhone 11 Pro, pelo menos no que diz respeito à câmara, algo que agora se confirma, com as novas câmaras Ultra Wide.

Os preços já foram divulgados na página oficial da Apple em Portugal, e o modelo de 11 polegadas começa nos 909 euros, enquanto a versão de 12,9 polegadas estará disponível a partir dos 1.129 euros.

Com o sistema operativo iPadOS 13,4, a Apple volta a trazer o suporte para trackpad do tablet, com o objetivo de dar aos seus utilizadores "uma nova forma de interagir com o novo iPad". A empresa garante não ter copiado a ideia do macOS, com o suporte a garantir uma navegação rápida e fácil sem que os utilizadores levantem a mão, explica a gigante tecnológica.

A Apple introduziu ainda o novo magic keyboard para o iPad Pro, prometendo também a "melhor experiência de sempre" para os utilizadores. De acordo com a empresa da maçã, o recurso vai estar disponível para comprar a partir do mês de maio.

No comunicado, o vice-presidente do departamento de Worldwide Marketing da Apple, Phil Schiller, garante que este tablet introduz "tecnologias que nunca estiveram disponíveis nos computadores portáteis".A empresa anunciou ainda um novo Mac Mini, com o armazenamento do modelo a ser também ele aumentado, começando agora nos 949 euros. Novos processadores quad‑core e 6‑core de 8.ª geração e até 64 GB de memória DDR4 mais rápida a 2666 MHz são algumas das restantes novidades.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.