O anterior balanço apontava para cinco mortos, entre os quais uma criança. Duas das vítimas são de nacionalidade russa, duas são checas e duas são romenas.

Vários feridos foram transferidos para hospitais próximos.

Segundo o ministro da proteção do Cidadão, Mijalis Jrisojoidis, todos os mortos registados são de turistas que estavam de férias no país.

Na região de Calcídica foi declarado estado de emergência, e o ministro da Proteção Civil, Michalis Chryssohoidis, deslocou-se ao local para assistir às operações dos bombeiros.

A queda de uma árvore causou a morte de um homem, de nacionalidade russa, e do seu filho de dois anos num hotel na estância balnear de Cassandra, a cerca de 70 quilómetros de Salonica, a segunda maior cidade da Grécia.

Na localidade perto de Propontida, um casal da República Checa morreu quando a sua caravana foi levada pelas fortes rajadas de vento.

Um romeno de 54 anos e uma criança de oito foram morreram quando o telhado de um prédio foi arrancado, de acordo com as autoridades policiais.

As autoridades de resgate iniciaram as buscas para encontrar um pescador que foi dado como desaparecido.

A Grécia, afetada nos últimos dois dias por altas temperaturas, chegando a 37 graus, foi atingida na noite de quarta-feira por violentas tempestades de granizo, acompanhadas por rajadas fortes de vento, especialmente no norte do país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.