Em entrevista exclusiva à Inforpress, a propósito dos projectos em curso e a serem materializados nos sectores da juventude e desporto, o presidente da Câmara Municipal de São Salvador do Mundo (Picos), Ângelo Vaz, disse acreditar que com todos esses investimentos que ultrapassam os 30 mil contos que os jovens salvadorenhos vão usufruir “num futuro próximo” dessas infra-estruturas desportivas.

Conforme lembrou, o arrelvamento do campo de Achada Leitão vai chegar à beira dos 25 mil contos, a construção da placa de Leitão Grande no valor de 5.000 contos, e ainda o início de mais uma placa no decurso deste ano ou início de 2020.

“Eu não me canso de dizer que os grandes investimentos que temos feito aqui em São Salvador do Mundo é a pensar nos jovens: o desencravamento – quem vai usar mais essas infra-estruturas? São os jovens que precisam sair de casa para irem às universidades, à procura de trabalho, por ‘enes’ razões”, exteriorizou o autarca.

Entretanto, esclareceu que a sua equipa também vê a questão da juventude e desporto num outro “prisma”, referindo-se às infra-estruturas desportivas e acções que vão directamente para os jovens. A edilidade, assegurou, também está a trabalhar neste campo.

Esse concelho, cuja população maioritariamente é jovem, conforme ele, conta, de momento, com apenas uma placa desportiva em Achada Igreja que serve 18 comunidades.

Relativamente às infra-estruturas desportivas, anunciou que a placa desportiva de Leitão Grande orçada em 5.000 contos se encontra na fase de conclusão e que no final deste ano ou início de 2020 vão arrancar com mais uma infra-estrutura do tipo, sem avançar a localidade que vai ser contemplada com a mesma.

Ângelo Vaz, que considerou os jovens salvadorenhos como a “força do desenvolvimento”, lembrou que o município não dispõe de “palmo e meio” de terrenos, razão que, segundo ele, os obriga a fazer dois investimentos, ou seja, primeiro compra-se o terreno e depois faz-se a mobilização de recursos para a construção das infra-estruturas desportivas.

“(…) Até este momento temos, de facto, muitas dificuldades em encontrar e em negociar terrenos para a construção dessas placas. Temos projectos e até financiamento para as construções, mas agora quando temos que buscar financiamento para compra de terrenos, as dificuldades aumentam”, desabafou.

A questão de terreno, segundo ele, tem causado “dificuldades” à edilidade que almeja levar essas infra-estruturas a outras zonas daquele município com 14 anos de existência.

Ainda no que tange ao desporto, reiterou que ainda este ano vão dar início ao arrelvamento do campo de Achada Leitão, tendo informado que se vai lançar o concurso público “brevemente”.

“Vamos oferecer e presentear os jovens do município de São Salvador do Mundo brevemente com várias infra-estruturas desportivas, desde placas, passando pelo campo de Achada Leitão, onde podemos de facto dar aos nossos jovens e futebolistas condições iguais, para que possam disputar em pé de igualmente os campeonatos com os jovens dos outros municípios, sobretudo, daqui da região Norte de Santiago”, comprometeu-se o autarca salvadorenho.

Lembrou ainda que a edilidade tem apoiado os clubes federados de futebol e andebol no município quer a nível de equipamentos e monetário.

Já no sector da juventude, fez saber que, em parceria com o Governo, através do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), têm ajudado os jovens a apoiar jovens iniciativas de negócios, com kit’s e a nível de formação para que possam desenvolver os seus negócios.

Nesse campo, enalteceu o facto de alguns desses jovens terem alcançado “sucesso”, ou seja, ajuntou que, estes além de terem o auto-emprego estão também a dar emprego a outros jovens.

O município vai ainda aproveitar os estágios profissionais do Governo e ainda em parceria com a Pró-Empresa criar todas as condições para que os jovens possam “auto libertarem-se”, nesse caso para que possam ter o seu emprego, a sua vida e o seu sucesso que, a seu ver, “é de todos”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.