A iniciativa é do projecto Raízes ((Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo) e tem como propósito alertar aos alunos sobre questões ligadas ao turismo na ilha e da necessidade de “reflectirem sobre o modelo de sociedade mais sustentável, capaz de exercer uma cidadania plena, apostando na preservação do meio ambiente”.

Empreendedorismo, turismo acessível e inclusivo, educação para a cidadania e importância do turismo para a ilha de Santo Antão são algumas das questões que estão a ser analisadas com as escolas secundárias nos três municípios de Santo Antão, no quadro dessa campanha de sensibilização, que visa ainda, segundo a direcção do projecto Raízes, “incentivar a adopção de comportamentos mais amigos do ambiente”.

No quadro do projecto Raízes, que está a ser implementado em Santo Antão, desde Setembro 2017, estão, também, a decorrer nas diferentes comunidades da ilha workshops com as populações para a recolha de “subsídios” para a elaboração de um plano de acção para um turismo sustentável nesta ilha.

Além disso, tem havido formações a diversos níveis, com destaque para agentes de desenvolvimento em turismo e em qualidade turística.

Co-financiado pela União Europeia, em 55 mil contos, o projecto Raízes, promovido pela Associação para a Defesa do Património de Mértola (ADPM), visa promover o turismo sustentável como factor gerador de rendimento e melhoria das condições socio-económicas da ilha.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.