Este ano, essa feira, que surgiu por iniciativa do produtor agrícola Anacleto Morais, da zona de Catano, na Ribeira das Patas, realizar-se-à em Chã de Morte, um outro sítio dessa povoação (Ribeira das Patas), muito conhecida por possuir um solo fértil para a produção da mangueira, mas também de citrinos.

Segundo a organização, este certame, que acontece numa altura em se está em plena colheita da manga, que está a “inundar” o mercado santantonense, visa promover o produto, também bastante usado para a produção de sumos.

Não se trata de uma exposição de venda de mangas, mas sim uma oportunidade para os visitantes poderem conhecer e degustar essa fruta, abundantemente, produzida nas diferentes zonas agrícolas do Porto Novo.

Segundo ainda os organizadores, a realização do evento partiu de uma ideia lançada no âmbito da Rota das Aldeias Rurais, através da qual pretende-se promover os produtos agrícolas e da pecuária produzidos nas localidades abrangidas por esse projecto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.