O promotor da iniciativa, Abílio Tavares, em declarações à Inforpress, explicou que seus amigos apelidaram o aparelho de “máquina anti-infecciosa” porque permite que as pessoas lavem sem tocar as mãos na máquina para abrir água.

“Tendo em conta esta pandemia e as recomendações para não se tocar a mão em certas coisas e certos cuidados na hora de lavar a mão, como por exemplo lavar a cabeça da torneira, optei por criar este equipamento que podemos abrir a água com o pé sem ter que tocar na torneira”, demonstrou.

O equipamento é constituído por uma vasilha, que pode ser um “barril pequeno”, com uma torneira de segurança apoiada por uma mola de pressão ligada a uma pedaleira através de um cabo.

A pedaleira funciona como um acelerador e, ao pressionar o pé a água sai automaticamente.

Além desses materiais a máquina é composta por tubos de canalização e alguns metais.

No equipamento foram colados alguns cartazes de informação e sensibilização sobre o novo coronavírus.

Esta é uma forma que Abílio Duarte, mais conhecido por Demice em Santa Cruz, encontrou para ajudar o País a livrar-se desta pandemia.

Em princípio pretende construir três equipamentos e distribuir para centro de Saúde, Esquadra da Polícia e mais uma instituição que aglomera pessoas, permitindo que os indivíduos lavem as mãos sem se preocupar com tocar na torneira.

“Espero a colaboração da população e apelo para cuidarem desta máquina”, afirmou.

Demice não é formado, mas faz um pouco de tudo, trabalha como serralheiro, mecânico e “muito mais”, experiências que lhe deram competências para desenvolver, “facilmente”, esta “máquina anti-infecciosa”.

De acordo com o site oficial da informação sobre a covid-19, Cabo Verde regista “35 suspeitos acumulados, seis casos confirmados, zero recuperados e um óbito”.

A nível mundial, dados divulgados esta segunda-feira, 30, dão conta que a pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 35.000 pessoas em todo o mundo, incluindo quase três quartos na Europa, desde que em Dezembro apareceu na China.

Com 11.591 mortes, a Itália é o país com mais mortes no mundo, seguida pela Espanha (7.340) e China (3.304), o foco inicial do contágio.

Mais de 740.000 casos de infecção foram oficialmente diagnosticados em 183 países e territórios, incluindo pelo menos 408.203 na Europa, quase 150.000 nos Estados Unidos e Canadá (2.635 mortes entre eles) e 106.609 na Ásia (3.827 mortes).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.