Um indivíduo de 36 anos, na ilha do Sal, acusado de abuso sexual de criança, com penetração na sua forma agravada e continuada, fica em prisão preventiva, na cadeia de Terra Boa, informou hoje a Polícia Judiciária.

Segundo a polícia científica cabo-verdiana, o arguido, padrasto da vítima, agora com 13 anos, que supostamente vinha sendo abusada sexualmente desde os 10 anos, foi detido quarta-feira, fora de flagrante delito, na localidade de Chã de Fraqueza, arredores dos Espargos.

Presente, no mesmo dia, às autoridades judiciárias competentes, para efeito de primeiro interrogatório de arguido detido, o juiz entendeu aplicar-lhe prisão preventiva como medida de coação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.