Lígia Fonseca, que falava à imprensa após protagonizar uma conversa aberta com as mulheres de Santa Catarina, na localidade de Bombabeiro, no âmbito de “Março – mês da mulher”, considerou a saúde e autoestima como “elementos essenciais” do empoderamento da mulher.

Além do empoderamento feminino, educação, equidade e igualdade do género e a saúde da mulher foram outros temas sobre os quais a primeira-dama falou com as mulheres daquele município do interior de Santiago, tendo-as instado a darem “mais atenção” à própria saúde.

A mesma fonte destacou, por outro lado, as conquistas alcançadas por estas mulheres do mundo rural, que mesmo com “dificuldades” económicas e de acesso às escolas investiram na educação dos seus filhos que hoje permitiu que Cabo Verde tenha os quadros que tem.

Na ocasião, a edilidade aproveitou para informar as mulheres rurais do concelho dos serviços criados voltados para elas, nomeadamente, os centros de apoio às vítimas e de apoio jurídico, programa de incentivo à criação de pequenos negócios.

Também no âmbito de “Março – mês da mulher”, foi inaugurada esta segunda-feira, 12, uma exposição que vai estar patente até final do mês nos Paços do Concelho, a coletiva de artes plásticas “Nome Mulher & Máscaras”, expondo trabalhos dos artistas Elisabete Gonçalves, Joaquim Semedo, Oleandro Pires Garcia e Tchalê Figueira.

Constam ainda da programação, da iniciativa da Câmara Municipal de Santa Catarina, através do pelouro do Género que arrancou no sábado, 10, e que culmina no dia 27 (Dia da Mulher Cabo-verdiana), sob o lema “Mulheres em ação”, debates, atividades culturais, exposições diversas, feira de saúde, inaugurações e um espetáculo musical em homenagem às mulheres.