A queda das chuvas trouxe "esperança" aos 25 agricultores em Chã de Casa, já que o furo tinha diminuído drasticamente o caudal como consequência da seca dos últimos anos.

Os agricultores, segundo o seu representante, Quintino Delgado, acreditam que o nível de água do furo vai aumentar e voltará a ser explorado para a agricultura nessa localidade, que, praticamente, desapareceu nesses seis meses.

Porém, o sistema de bombagem do furo precisa de um motor novo, razão pela  qual os lavradores pediram rapidez na aquisição do equipamento, para que o aludido furo volte a ser explorado.

Segundo o presidente da Associação dos Agricultores da Ribeira dos  Bodes, Jailson Monteiro, o sustento de cerca de 70 pessoas, na sua maioria jovens, depende deste furo, inaugurado há cinco anos.

Porto Novo vinha enfrentando uma situação de emergência hídrica por causa da seca, situação que já estava a preocupar os agricultores das diferentes vales, com destaque para Ribeira dos Bodes, Ribeira das Patas, Alto Mira e Ribeira da Cruz.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.