A associação de agricultores “os Verdes”, que gere o projecto, financiado no quadro do Poser (programa de promoção das actividades socio-económicas rurais) e do programa de mitigação dos efeitos da seca, confirma que os resultados do projecto já são visíveis, prevendo, antes do final deste ano, as primeiras colheitas.

O líder desta associação, Osvaldo Santos, referiu-se ao “entusiasmo” das 20 famílias beneficiárias desse projecto, o segundo do tipo implementado na preferia da cidade do Porto Novo, ambos do âmbito do Poser.

O projecto, estimado em 13 mil contos, consiste no equipamento de furo com sistema fotovoltaico, reabilitação de um reservatório, instalação de sistema de irrigação gota-a-gota, recuperação de um viveiro e vedação de perímetro agrícola, estimado em quatro hectares, doados pela câmara do Porto Novo.

A câmara do Porto Novo diz ter reservado cerca de 30 hectares de terrenos para a promoção da agricultura urbana e periurbana neste município, sete hectares dos quais (três em Ribeira Corujinha e quatro em Lajedinho) estão já aser aproveitados, abarcando 40 famílias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.