Os munícipes começam a reclamar do facto do lixo estar a acumular em algumas zonas da cidade do Porto Novo, mas, para minimizar essa situação, a edilidade tem recorrido a carrinhas para proceder a recolha dos resíduos.

Os serviços do saneamento da autarquia porto-novense chegaram já a pedir “socorro” aos serviços congéneres do município do Paul, que disponibilizaram o seu carro para a recolha o lixo na cidade do Porto Novo.

Os problemas na recolha do lixo no Porto Novo acontecem numa altura em que o município recebe um ateliê de lançamento do projecto de água e saneamento para a ilha de Santo Antão.

O ateliê, que arranca, esta segunda-feira, tem a duração de três dias e conta com a presença do ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

Segundo uma nota da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANAS), o projecto irá melhorar o abastecimento de água potável e o saneamento de águas residuais em Santo Antão, “impactando, positivamente, nas condições de vida da população”, desta ilha.

A ANAS enaltece ainda os ganhos a nível da economia, “uma vez que serão reduzidas, de forma significativa, as perdas no sistema de distribuição de água potável”, em Santo Antão.

O projecto, que deverá ser executado em dois anos, está orçado em dez milhões de dólares (900 mil contos), financiados pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento em África (Badea) e pelo Governo de Cabo Verde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.