Em comunicado, a PN adianta que durante a operação foram abordadas 484 pessoas, tendo sido detidos 44 cidadãos nacionais para efeitos de identificação e três para serem apresentadas ao poder judicial.

A PN abordou ou fiscalizou ainda 110 estrangeiros, tendo detetado 13 em situação irregular. Dez foram notificados a comparecer na Departamento de Estrangeiros e Fronteiras (DEF) e sete foram detidos para efeitos de identificação.

Esta força policial apreendeu 83 armas brancas, seis tacos de canábis, três embrulhos de cocaína, cinco litros de bebidas espirituosas e 28 maços de cigarros.

Ao nível do trânsito, a polícia cabo-verdiana fiscalizou 867 veículos particulares e apreendeu 29, verificou 101 veículos de aluguer e confiscou um. Aprendeu ainda um motociclo e dos 31 veículos do Estado fiscalizados um foi confiscado.

As autoridades apreenderam ainda 38 documentos, efetuaram seis testes de álcool e 24 rastreios de bagagens, fiscalizaram sete navios e armadores, três embarcações de boca aberta e duas embarcações de recreio, e realizaram 22 buscas e varejos a navios e botes de pescas.

No total, a PN arrecadou dois milhões de escudos em dinheiro, sendo um quarto desse valor em coimas aplicadas no trânsito.

Com o objetivo de "transmitir uma maior tranquilidade e segurança públicas aos cidadãos e seus bens, a megaoperação fiscalizou praias de mar, cidadãos estrangeiros, realizou atuações na ordem pública e deu maior ênfase ao setor do trânsito rodoviário”, refere o comunicado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.