Na ocasião, o autarca praiense disse que esta celebração é “muito importante” visto que a maioria dos munícipes é católica e “há uma ligação muito forte” com as vendedeiras do mercado do Platô.

Por isso, explicou, a visita ao espaço constituiu uma forma de transmitir mensagens de moral, paz, tendo em conta os esforços que todos os dias fazem para terem o ganha pão.

“São uma classe essencialmente mulheres, que trabalham muito e hoje demos isenção de pagamentos, para dar força nesta luta.

Segundo o edil, esta é a primeira vez que a CMP comemora esta data, a qual iniciou com uma missa na igreja matriz Nossa Senhora da Graça e mais tarde com bênção do padre aos comerciantes.

“O objectivo é estar mais próximo das pessoas para podermos ter uma sociedade com mais paz e desenvolvida”, salientou.

De acordo com algumas vendedeiras, esta data representa a protecção da santa, providenciando confiança divina para que não falte o pão de cada dia, sobretudo para que a família continue firme, com dignidade, educação e saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.