Keven Camilo (2º) e Edelcino da Silva (3º), no concurso artístico e Elisângela Vicente (2º) e Mirian Lopes (3º) no literário juntaram-se no pódio aos grandes vencedores que ganharam como prémio uma viagem a São Vicente, onde vão passar dois ou três semanas no Centro Social daquela ilha.

Os jurados decidiram ainda atribuir oito menções honrosas para a vertente literária e três para a categoria artística.

A iniciativa, enquadrada no programa comemorativo dos 35 anos da Aldeias Infantis SOS Cabo Verde, destinada a todas as crianças e adolescentes em instituições de acolhimento residencial do país, contou com participação de cerca de 57 crianças acolhidas no Centro Social SOS Mindelo, nas Aldeias de São Domingos e Assomada e no Centro de Acolhimento do Instituto Cabo-verdiano da Criança e Adolescente (ICCA) na cidade da Praia.

Os concursos que tiveram como jurados “ renomados nomes da arte e literatura cabo-verdiana”, nomeadamente Domingos Luísa, Tutu Sousa, Kaya , no artístico e Fernanda Fernandes, Júlia Melício e Hermínia Curado no literário, segundo a organização, teve como objectivo “incentivar e as produções literárias e artísticas de forma a perceber o olhar das crianças sem os cuidados parentais, sobre a responsabilidade parental”.

Todos os trabalhos (literários e artísticos) tanto dos três primeiros lugares de ambas as categorias e as menções honrosas também das duas vertentes vão ser compilados em um livro a ser lançado no Dia da Convenção do Direito das Crianças, assinalado no dia 20 de Novembro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.