O anúncio foi hoje feito durante a apresentação do Edital para o apoio à produção audiovisual em Cabo Verde que decorreu na cidade da Praia, a cargo do presidente da Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde (ACACV), Mário Cabral, na presença do ministro da Cultura.

Este ano, o apoio que o Estado encaminhou para a ACACV totaliza 2,4 milhões de escudos, a ser distribuído por oito projetos selecionados que receberão cada um 300 mil escudos.

Segundo Mário Cabral, do regulamento constam duas discriminações positivas que irão beneficiar as propostas apresentadas por concorrentes de outros concelhos fora da Praia  e Mindelo, assim como as mulheres que se candidatem.

Para o presidente da ACACV, trata-se de um “momento histórico” para o cinema e o audiovisual, uma vez que agora existe um apoio próprio apenas para estas manifestações artísticas.

Por seu lado, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, referiu que este apoio é “um sinal de que deve ser dado o poder às associações”.

“O Estado disponibiliza os recursos e o setor canaliza-os”, disse.

O governante anunciou ainda que, para 2018, a verba a atribuir para o setor será de oito milhões de escudos e de dez milhões de escudos em 2019. Este último valor poderá duplicar graças à entrada em vigor da lei do Cinema e do Audiovisual.