Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Nutrição, Irina Spencer, em declarações à Inforpress, a Semana do Aleitamento Materno vai ser assinalada nos centros de saúde com actividades alusiva à data, enquanto o acto central se fará no dia 02, na Praça Cruz de Papa.

O evento, que se assinala sob o lema “Capacitar os pais sobre a amamentação” é, segundo a directora do Programa Nacional de Nutrição, uma forma de orientar sobre a importância de garantir o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses da vida de uma criança.

Em Cabo Verde, segundo dados do INE citados pela coordenadora nacional do Programa de Nutrição, 30,5 por cento (%) das mães cumprem com a directriz do aleitamento materno exclusivo até aos seis meses de idade.

“Amamentar é proteger as crianças de várias doenças, de reduzir a morbidade e a mortalidade, e beneficia o meio ambiente. O aleitamento materno reduz os índices de obesidade infantil, de infecções digestivas e respiratórias, de alergias alimentares e outras doenças”, observou a responsável.

A Semana do Aleitamento Materno acontece de 01 a 07 de Agosto e é celebrada por mais de 120 países, que se unem para relembrar a importância da amamentação.

A acção é um movimento estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em 1992, em defesa da amamentação.

Sua criação teve como foco promover a “Declaração de Innocenti”, de 1990, estabelecendo metas pelo direito da mulher em amamentar de forma segura, encorajando também a participação da sociedade, profissionais da saúde e profissionais da educação a se envolverem.

A OMS recomenda que o aleitamento materno deve começar já na sala de parto e que seja exclusivo e em livre demanda (o bebé mama a quantidade que quer, quando quer) até o sexto mês e pode ser estendida até dois anos ou mais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.