Segundo fonte do Ministério da Educação, no 3º ano de escolaridade serão introduzidos os cadernos experimentais nas disciplinas de Ciências Integradas e de Língua Portuguesa, mas mantém-se o manual de Matemática.

Já no 7º ano serão introduzidos cadernos experimentais nas disciplinas de Ciências da Terra e da Vida, Francês e Inglês, dando continuidade à implementação da nova matriz curricular e consolidação das abordagens no 5º e 6º anos de escolaridade. No entanto, os manuais de Físico-química, Língua Portuguesa e Matemática irão manter-se.

No debate sobre o Estado da Nação no dia 17 de Junho, a ministra da Educação, Maritza Rosabal, garantiu que os 40 títulos que serão publicados para o ano lectivo 2019/2020 estarão disponíveis no mês de Setembro para o arranque das aulas.

“São publicados 40 títulos para o ano lectivo 2019/2020. Neste momento, 26 já se encontram prontos para ir para o mercado e depois temos dez que serão entregues neste momento em Julho. Há nove que estão na gráfica e quatro no mês de Agosto. Portanto, pelo seguimento do plano esperamos ter todos os materiais prontos para o início do ano lectivo”, afirmou na altura a titular da pasta da Educação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.