Segundo explicou, “não é proibida de todo” a ida às praias, no entanto aproveitou para exortar os maienses e todas as pessoas que se encontram na ilha, para, no caso de irem às praias, cumprirem a distância mínima, de forma a garantirem a sua segurança e dos demais.

Conforme avançou, embora neste momento as praias estejam praticamente vazias, todavia salientou que os estudantes encontram-se de férias e é possível que um ou outro pretenda procurar uma das praias para se banhar.

Contudo, lembrou que a palavra de ordem neste momento é evitar ao máximo o agrupamento de pessoas em qualquer espaço e  se possível manter-se em casa.

Questionado sobre a vigia marítima na costa da ilha, visto que existem rumores segundo os quais algumas embarcações de boca aberta estarão a deslocar-se da ilha da Boavista, o comandante declarou que a polícia realizar vigias com a embarcação própria e que também está em sintonia com a Guarda Costeira, a fim de garantir a segurança de todos.

Referente aos transportes públicos, Domingos Rodrigues afiançou que os agentes estão no terreno a sensibilizar os condutores para que transportem, pelo menos 50 por cento (%) da capacidade dos veículos, com vista a se protegerem e garantirem a segurança dos passageiros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.