A mais recente  produção audiovisual do grupo teatral santantonense Juventude em Marcha, intitulada «Órfãos do Penedo» já se encontra no mercado, depois de oito meses de rodagem e  montagem, informou hoje o líder do grupo e actor, Jorge Martins.

O telefilme, o quinto no repertório do Juventude em Marcha, que tem sido considerado “uma das mais belas criações” desta associação teatral, também já está no mercado europeu, concretamente em Holanda, Luxemburgo e França.

“Em Cabo Verde, após a sua recepção, vários são os pedidos de encomenda e o Juventude em Marcha, por uma questão de justiça, pretende levá-la a todas as ilhas do país para que as pessoas possam adquiri-la  a um  preço acessível e tê-la como um dos registos históricos ocorridos nas ilhas de Santo Antão, São Vicente e Santiago”, adiantou Jorge Martins.

Segundo o seu líder, o Juventude em Marcha, fundado em 1984, já pensa numa próxima edição da obra, tendo em conta a grande procura por parte de pessoas de vários países do mundo que, constantemente, vêm solicitando o telefilme.

A obra, que constitui, de acordo com Jorge Martins, “uma boa prenda de Natal, aborda a problemática de duas criancinhas que ficaram órfãs de pai e mãe, quando estes trabalhavam numa mina para a passagem de uma levada, tendo sido soterrados por uma  rocha que, impiedosamente, os ceifou a vida”.

Estas duas criancinhas ficaram sob os cuidados da avó materna que, embora cega e desprovida de recursos, ia sacrificando e criando os netos diante de uma série de adversidades.

Mais tarde, veio uma terrível tempestade que arrebatou a vida de Nhanha (a avó) e as pobres crianças ficaram abandonadas e sem ninguém que as pudesse ajudar.

Jorge Martins conta que tudo terá ocorrido na década de 40, na localidade de Ribeira da Torre, em Santo Antão.

Dilema, Problemas de Família, Preço de um Contrabando e Rabo da Bruxa são as outras produções audiovisuais do grupo Juventude em Marcha.

@Inforpress

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.