João de Nizim, como é conhecido popularmente, aos 69 anos de idade, acaba de adquirir uma terceira embarcação de pesca que, dentro de dois meses, estará a operar nos mares do Porto Novo e do Norte de Cabo Verde, depois das reparações a que está a ser submetida, nesta altura.

Com a nova embarcação, com capacidade para 120 toneladas, João Lopes, residente da cidade do Porto Novo, prepara-se para empregar mais 20 pescadores, tornando-se assim o operador económico que mais empregos concede nem todo o concelho do Porto Novo.

Sempre fez do mar a sua vida, como disse à Inforpress este respeitado operador de pesca, já com problemas de saúde, mas ainda assim capaz de coordenar, com ajuda dos familiares, a sua atividade que espera que cresça “cada dia mais”.

Aos 17 anos já era marinheiro de pesca e, aos 22 anos, adquiriu o seu primeiro bote.

Mais tarde, comprou uma primeira embarcação, depois a segunda e está em vias de colocar no mar o terceiro barco, já que sempre pensou que “o mar tem muito para dar”, desde que haja condições para que os recursos sejam explorados.

“Hoje em dia, já não fazem sentido os botes de boca aberta. É preciso que os operadores apostem em embarcações adequadas, que permitem tirar proveito do potencial pesqueiro que Porto Novo tem”, entende este armador, recentemente homenageado pela edilidade porto-novense pelo contributo que, “ao longo da vida”, tem dado ao processo de desenvolvimento” deste município.

Aliás, este foi já a segunda homenagem prestada pela Câmara Municipal do Porto Novo a este destacado operador de pesca.

Durante a gestão de Amadeu Cruz, que esteve a dirigir a autarquia entre 2004 e 2012, e, agora pelo executivo, dirigido por Aníbal Fonseca, João de Nizim, conjuntamente com outras eminentes figuras deste concelho, foi homenageado pela câmara do Porto Novo.

O ato aconteceu a 02 de setembro, por ocasião do Dia do Município e dos 56 anos de criação deste concelho.

Além disso, este empresário já foi também galardoado pelos serviços locais da educação pelo auxílio que, durante muitos anos, prestou às cantinas escolares.