Segundo a presidente do ICCA, Maria Livramento Silva, a intenção é fazer ver os pais de que a situação não é “nada beneficiante” para as crianças que se posicionam na estrada a vender pequenos frutos.

“O que queremos é dar conhecimento aos familiares das leis existentes e das consequências que podem ter caso as crianças continuem a ter essa atitude perante os alertas que vêm sendo feitos”, disse.

Conforme Maria Livramento Silva, toda a criança tem o direito de sonhar, pelo que tendo em consideração o lema deste ano para a comemoração da data, o instituto decidiu que esta acção tenha lugar na escola de agricultura em São Jorge dos Órgãos, visando chamar a atenção dos familiares da zona rural sobre o trabalho infantil.

No encontro participa o inspector-geral do Trabalho que vai dissertar sobre o trabalho infantil em Cabo Verde, assim como os trabalhos perigosos que fazem parte da lista nacional.

O Dia Mundial contra o Trabalho Infantil foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2002 e visa alertar a população para o facto de muitas crianças serem obrigadas a trabalhar diariamente quando deveriam estar na escola a aprender e a construir um futuro melhor para si e para as suas famílias.

A efeméride tem com o propósito promover o direito de todas as crianças serem protegidas da exploração infantil e doutras violações dos seus direitos humanos fundamentais, assim como a combater todos os tipos de trabalho infantil.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.