Segundo Gilberto Lima, a razão dessa intenção prende-se com o facto de a autarquia da capital não ter respondido às reivindicações dos referidos trabalhadores, sendo que, por isso, vão entregar à edilidade, ainda hoje, os respectivos pré-avisos de greve.

”Não houve a reacção da parte da câmara, que continua a ignorar os acordos feitos na Direcção-geral do Trabalho, e, por isso, a possibilidade dessa greve está iminente, bastando apenas a parte conciliatória convocar as partes para mais uma discussão”, informou o sindicalista.

No entanto,   Gilberto Lima  avançou  que  tudo está a indicar que a câmara “não está interessada” em resolver essas questões, o que, segundo ele, é “lamentável” por ser num momento em que a Cidade da Praia enfrenta a pandemia do novo coronavírus.

Na semana passada, o Siacsa avisou que iria entregar esta semana os pré-avisos de greve dos bombeiros e pessoal do saneamento, caso não houvesse nenhum pronunciamento da câmara da Praia.

“Se a partir de hoje (26 de Junho) não houver nenhuma decisão da parte da Câmara Municipal da Praia, na próxima semana vamos enviar os dois pré-avisos de greve”, alertara   Gilberto Lima numa conferência de imprensa, na Cidade da Praia, para denunciar a situação laboral em diversas empresas e instituições.

Os trabalhadores dos bombeiros e o pessoal do saneamento reivindicam o pagamento do subsídio de risco, promoção e progressões, equipamentos de protecção e materiais de trabalho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.