José Lopes Barros, que tinha participado a ocorrência à Polícia Nacional, estabeleceu contacto hoje com a Inforpress, indicando que falou com o irmão que lhe explicou o motivo por que estava escondido no meio de lavas, nas proximidades da área da sua residência.

Segundo o irmão, José Lopes Barros “Carbone”, Isaque lhe informou que escondeu-se depois de cinco elementos da Polícia ter “invadido” o seu “funco” e retirado alguma pertença, observando que o mesmo teria pensado que cometeu algo de grave para ser procurado por tantos agentes de autoridade.

“Como ele está sem roupas e calçados, que foram levados pelos agentes, os familiares estão a mobilizar peças de vestuários e sapatos para o levar de modo a que possa apresentar-se, ainda hoje, na esquadra da Policia Nacional de Santa Catarina do Fogo”, disse o irmão do Isaque.

O jovem artesão deixou de ser visto pelos familiares, vizinhos e população de Chã das Caldeiras, desde 10 de junho.