“Teacher”, como Luís Tolentino era popularmente conhecido, integrou o grupo de cabo-verdianos feitos presos políticos do regime colonial português, que a 6 de Maio de 1974 desembarcou no aeródromo da Praia, vindo dos campos de concentração em Angola.

Como figura conhecida da Praia, Luís Tolentino deixou a sua marca como uma referência da cultura, designadamente enquanto impulsionador do carnaval da Cidade Praia, onde deixou vincado o seu nome como fundador de um dos grupos carnavalesco mais emblemáticos da capital, “Deusa d’Amor”.

Artesão de qualidade reconhecida, “Teacher”, como era carinhosamente tratado, foi também director da Escola de Artesanato de Santiago, tendo desempenhado um papel importante na divulgação da arte tradicional cabo-verdiana e na formação da nova geração de artesãos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.