Em declarações à Inforpress, minutos antes de ministrar uma sessão clínica dirigida aos médicos sobre o tema: “Saúde da Mulher: da preconcepção ao parto”, promovida pela Empresa Nacional de Produtos Farmacêuticos, Emprofac, em parceria com a BIAL, aquela farmacêutica afirmou que o doutor tem um “papel fundamental” durante a gravidez de uma mulher.

“O médico tem que acompanhá-la desde a preconcepção, fazendo com que haja um suporte adequado das vitaminas, porque sabemos que a anemia é um problema de saúde global”, sugeriu.

Conforme realçou, existe uma “prevalência muito elevada” da anemia nas mulheres, principalmente as grávidas, o que, segundo ela, é desde a preconcepção que se deve trabalhar esta questão para se evitar “consequências graves”.

“É preciso que o médico esteja muito atento aos primeiros sinais de uma mulher grávida, para suplementá-la com vitaminas e outros elementos adequados a cada fase da gestação”, reforçou.

Segundo Joana Palmela, o “grande desafio” na área da saúde reprodutiva é colmatar, através dos medicamentos, aquilo que a alimentação não dá.

“Mesmo com uma alimentação equilibrada, a mulher, durante a gravidez, tem o aumento das suas necessidades. Fisiologicamente, o corpo da mulher sofre mudanças e a alimentação não consegue acompanhar essas mudanças”, admitiu.

Esta palestrante defende que é preciso desconstruir o mito de que tomar medicamentos é sinal de estar doente, acrescentando que os médicos e farmacêuticos têm o papel de informar e aconselhar as mulheres porque, segundo ela, trata-se do bem-estar tanto da mãe, como do bebé.

Alimentação adequada e algumas actividades físicas são as recomendações da farmacêutica portuguesa, para melhorar o prognóstico durante a gravidez.

Joana Palmela avançou ainda que Cabo Verde tem um sistema de saúde que fornece às grávidas, elementos necessários para o acompanhamento antes e durante o parto.

Entretanto, advogou um planeamento familiar mais adequado, para que as mulheres possam ter as consultas bem planeadas, com melhor acesso às análises clínicas.

A BIAL é uma empresa que busca encontrar, desenvolver e fornecer soluções terapêuticas na área da saúde, assentes no desenvolvimento científico e na inovação, dispondo de medicamentos seguros e de qualidade, cuja disponibilização ao mercado cabo-verdiano é assegurada pela Emprofac, há muitos anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.