A informação foi avançada hoje à imprensa pela deputada cabo-verdiana Lúcia Passos, indicando que a criação do grupo será uma das recomendações da declaração de Praia da 3.ª Cimeira Parlamentar Africana sobre a Tuberculose, que termina esta tarde na capital cabo-verdiana.

Segundo Lúcia Passos, primeiro serão criados grupos de deputados nacionais de luta contra a tuberculose, seguindo-se depois o grupo dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e também um grupo de toda a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), como forma de incluir Portugal, Brasil e Timor-Leste.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.