O pastor Luís Monteiro explicou hoje, em declarações à Inforpress, que a Igreja do Nazareno dos Espargos, junta-se nesse combate contra a covid-19, já que à medida que esse problema vai se alastrando à escala mundial, todos devem tomar consciência e unir as mãos em diferentes “frentes de batalha” para que se possa vencer essa luta.

Considerando que a ilha do Sal tem uma expressão “muito grande” no contexto nacional, a nível da economia, segundo Luís Monteiro, quanto mais cedo o turismo voltar ao país, especialmente à ilha do Sal, melhor será, daí que todos e cada cidadão, têm que fazer a sua parte.

É neste sentido, sublinhou, que a Igreja do Nazareno, local, em parceria com a Câmara Municipal do Sal, está empenhada neste combate.

“A Igreja do Nazareno também está empenhada no combate à pandemia, temos uma parceria com a câmara municipal - ainda que seja simbólica -, contribuímos na medida das nossas possibilidades, e tudo isso é fruto das contribuições dos fiéis”, manifestou.

A propósito, informou que a sua igreja vai contribuir com um donativo de 150 mil escudos, cujo montante será aplicado na confecção de cisternas e lavatórios móveis, para higienização das mãos.

Com este gesto, os lavatórios ostentarão um selo, fazendo a igreja marcar presença, na cidade de Santa Maria, Espargos e Palmeira, associando-se, assim, à autarquia nesta luta contra a covid-19.

Ainda com esse mesmo espírito, disse que se tenciona também, juntamente com a autarquia, confeccionar camisolas com mensagem própria, escrita no peito e nas costas, sair pelos bairros periféricos da cidade, para aumentar, assim, a campanha de sensibilização que se vem fazendo na ilha turística.

“Espero que sejamos bem-sucedidos para o bem de todos”, desejou, referindo que uma outra vertente da intervenção da Igreja Nazarena dos Espargos, consiste na distribuição de cestas básicas, tendo sido contempladas, até o momento, cerca de 70 famílias, tanto as da comunidade de fé, como também a outros agregados.

“Vamos fazendo a nossa parte. Oxalá nos próximos tempos tenhamos mais recursos financeiros para poder auxiliar muito mais pessoas. Estamos abertos a parcerias com as demais instituições para aumentarmos a nossa frente de batalha e vencermos a guerra”, almejou.

O pastor Luís Monteiro concluiu, salientando que a igreja nazarena, nos Espargos, vai sensibilizando os integrantes da sua membresia no sentido de aplicar as regras, nomeadamente a higienização das mãos, distanciamento social, e que mesmo no seu espaço de culto as cadeiras estão configuradas de modo a que as pessoas não fiquem próximas umas das outras.

“Tudo isso é um acto de prudência no sentido de evitarmos o contágio. Essas recomendações chegam das autoridades governamentais, mas além disso, enquanto cidadãos devemos fazer a nossa parte para que essa pandemia seja vencida o mais cedo possível”, renovou.

“A vida é uma só, se for embora não tem caminho de regresso”, enfatizou.

SC/ZS

Inforpress/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.