Conforme referiu este especialista à Inforpress, a instabilidade emocional leva a que as pessoas tenham um comportamento de risco.

”O momento é desafiante para todos. Somos desafiados à mudança de certos comportamentos e consciencializar sobre nossas atitudes”, frisou Nilson Mendes, completando que, perante muitas informações, é natural que surja medo, ansiedade e pânico, de entre outros.

Contudo, o psicólogo recomenda que as pessoas devem se reajustar psicologicamente, não se alarmar com informações não credíveis e acompanhar todas as informações através de órgãos competentes.

“O problema dessa pandemia é que está a deixar cada pessoa em estado de alerta e é isso que temos que aproveitar, esse estado para combater o problema individual”, argumentou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infectou mais de 360 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Cabo Verde já registou até o momento quatros casos confirmados, dos quais os três primeiros foram identificados na ilha da Boa Vista onde dois estão em tratamento e um óbito de um turista inglês de 62 anos tendo falecido nesta segunda-feira, 23. O último caso foi identificado na manha de hoje, 25,  na cidade da Praia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.