Mais de 200 pessoas que estavam em quarentena, no Sal, algumas delas nos hotéis e outras nas respectivas habitações, vindas das ilhas da Boa Vista, Praia, também de Portugal, depois do dia 23, vão sendo libertadas.

Deste número, mais 78 pessoas que se encontravam nestas condições foram liberadas durante o dia de terça-feira e hoje, já que “saudáveis e sem sintomas” conforme o delegado José Rui Moreira.

“Terminaram a quarentena, estão todas livres. Foram minuciosamente examinadas, embora saudáveis, sem sintomas, terão que cumprir, à risca, as orientações que lhes foram passadas”, disse.

Prosseguindo em declarações à Inforpress, o delegado informou que encontram-se ainda em quarentena domiciliar outras 54 pessoas que chegaram ao Sal, vindas da Praia no dia 26 de Março, devendo ficar em isolamento até 10 de Abril.

“Pessoas que chegaram nesse dia nos voos da Praia, também em barcos de pesca, vão ficar em quarentena domiciliar até o dia 10 de Abril. Oxalá, se Deus quiser, tudo corra bem”, desejou, apelando a população a accionar a linha verde perante qualquer sintoma, no quadro da covid-19, de modo a serem devidamente orientadas.

“Para que de forma rápida sejam diagnosticadas, isolar se for o caso, de modo a evitar transmissão, já que uma doença perigosa”, alertou.

Para travar a progressão da pandemia, o Presidente da República declarou estado de emergência desde às zero horas do dia 29 de Março, até as 24:00 de 17 de Abril.

De entre os direitos suspensos com a declaração de estado de emergência é a liberdade de movimento.

Desde a última sexta-feira, Cabo Verde elevou para sete o número de casos de covid-19 com aparecimento de mais um caso em São Vicente.

Trata-se de uma cidadã de nacionalidade chinesa, 56 anos e casada, residente no Mindelo há cerca de cinco anos, que, segundo o Ministério da Saúde, não esteve ausente do país nos últimos tempos, não teve contacto com algum caso suspeito. Mas a filha esteve na Alemanha e regressou a Cabo Verde a 27 de Fevereiro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.