A campanha, que tem como meta angariar cinco mil euros (550 mil escudos), está a decorrer na plataforma “Gofundme”.

“A pensar naqueles que ficam em casa e sem nada para poder sustentar a família, mas cheios de fé que dias melhores virão, resolvemos criar esta campanha”, explicou.

Segundo o promotor da iniciativa, que, de acordo com informações divulgadas na plataforma, vive em França, o objectivo desta campanha é angariar fundos para a compra de produtos da primeira necessidade, que serão distribuídos para os mais necessitados.

“A união faz força”, frisou, apelando à união, ao mesmo tempo que lançava o desafio para cada um oferecer a sua ajuda com o pouco que tem.

“Com o pouco que temos podemos partilhar com aqueles que mais necessitam”, enfatizou.

Em 24 horas, a campanha já conseguiu arrecadar 75 euros de pessoas anónimas e não só, mas a meta é alcançar cinco mil.

Cabo Verde regista até este momento sete casos confirmados do novo coronavírus. O último, cuja origem da transmissão continua uma incógnita, foi registado na ilha de São Vicente, totalizando três ilhas do arquipélago com registo da doença.

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África ultrapassou as 500 nas últimas horas num universo de mais de 10.500 casos registados em 52 países, de acordo com a mais recente actualização dos dados da pandemia naquele continente.

Segundo o boletim do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (CDC África), nas últimas 24 horas o número de mortes registadas subiu de 487 para 535, com 10.692 infecções confirmadas.

O CDC África registou também 1.096 doentes recuperados após a infecção.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.