“Agradecemos pelos gestos de solidariedade que permitem enriquecer e reforçar as intervenções da CMSSM junto das famílias desfavorecidas”, agradeceu o município liderado por Ângelo Vaz, através de uma publicação no Facebook.

Segundo a mesma fonte, a iniciativa que visa mitigar os impactos do novo coronavírus (Covid-19) junto das famílias carenciadas, tem como objectivo recolher, sobretudo, alimentos não perecíveis, que vão servir na montagem das cestas básicas.

Arroz, massa macarrão, óleo, sumo e água, feijão, leite, ‘caldo de galinha’, farinha de trigo, café, sacos de batatas e detergentes de loiça são produtos arrecadados e que já começaram a ser entregues às famílias que preenchem os requisitos para receber as cestas básicas.

A campanha solidária arrancou na sexta-feira e estende-se durante o estado de emergência, e quem quiser fazer alguma doação deverá deslocar-se às instalações do Centro Comercial N’Gulilança Shopping, em Achada Igreja, das 08:00 às 17:00.

No âmbito da campanha de mitigação dos impactos da Covid-19 na vida dos mais vulneráveis no concelho de São Salvador do Mundo, foi disponibilizada duas contas com o IBAN CV64 0003 0000 74174252101 76 e CV64 0002 0000 12513363101 29, onde as pessoas na diáspora e não só poderão dar o seu contributo solidário.

A autarquia informa que até o momento, já foram distribuídas 1.243 cestas básicas, beneficiando 446 agregados familiares em 14 das 18 localidades do município.

Além da distribuição de cestas básicas, o executivo camarário informa ainda que durante o estado de emergência por causa da pandemia, 207 famílias vão ser contempladas com Rendimento Social de Inclusão (RSI) e que mais e 119 com Rendimento Social de Inclusão Social Emergencial, todos no valor de 5.500 escudos.

Quanto ao Rendimento Solidário (RSO), a mesma fonte faz saber que aguarda as informações a respeito do número dos beneficiários e o respectivo montante.

“Pedimos as pessoas para permanecerem em casa, porque vamos chegar a todas aquelas que preenchem os requisitos para receber as cestas básicas e os apoios financeiros”, apelou o chefe do executivo municipal, Ângelo Vaz (Movimento para a Democracia – MpD).

Relativamente à água, a autarquia informa a todos os munícipes que a distribuição deste recurso hídrico já foi reforçada, através de um auto-tanque alugado pela câmara municipal, no valor de 25 contos diários, disponibilizando 45 toneladas de água, o que irá reforçar os serviços da empresa Águas de Santiago (AdS).

A propósito, a autarquia anuncia que irá publicar o calendário de distribuição de água pelas localidades desse município do interior de Santiago.

A autarquia avisa ainda que o Serviço de Protecção Civil já trabalha 24 horas por dia nesse concelho, tendo como instalação, o Centro Comercial N’Gulilança Shopping.

Conforme informações avançadas à Inforpress pelo Comando Regional de Protecção Civil e Bombeiros de Santiago Norte, com execepção do Tarrafal e São Miguel, nos demais municípios o Serviço Municipal de Protecção Civil também está a funcionar 24 horas por dia.

Em Santiago Norte, todas as autarquias têm em curso distribuição de cestas básicas às famílias carenciadas, e nos últimos dias têm estado a receber bens de primeira necessidade dos comerciantes chineses e outros parceiros.

Também na região, todos os serviços das câmaras municipais estão encerrados, estando a funcionar somente os serviços “essenciais”, mormente Protecção Civil, Delegacia de Saúde e mercados municipais, mas com número reduzido de vendedeiras.

Todos os seis municípios que compõem a região – Santa Catarina, São Salvador do Mundo, São Lourenço dos Órgãos, Santa Cruz, São Miguel e Tarrafal – têm em marcha as medidas de prevenção e sensibilização, no âmbito do plano de contingência nacional e controlo da covid-19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.