Segundo fonte policial, nestes dias de recolher obrigatório, imposto pela declaração de estado de emergência, a ilha do Sal não registou aumento de criminalidade, antes pelo contrário, asseverando que os dados “falam por si”.

Considerando que mesmo antes dessa situação o Sal vinha conhecendo uma diminuição da criminalidade, a mesma fonte, chama, entretanto, a atenção das pessoas no sentido de se acautelarem, já que há amigos do alheio que não perdem oportunidade para fazerem das suas.

Informou que numa das rondas, a Policia Nacional (PN) impediu tentativa de realização de roubo numa loja chinesa, além de uma lista “grande” de fiscalização efectuada a estabelecimentos comerciais, bares e restaurantes.

O apelo vai no sentido de as pessoas continuarem a respeitar as medidas impostas para o bem de toda a gente, manter seus bens protegidos, não facilitar em relação à segurança das suas casas, isto é, fechar bem as portas e janelas.

Para travar a progressão da pandemia, o Presidente da República declarou estado de emergência desde às zero horas do dia 29 de Março, até as 24:00 de 17 de Abril.

De entre os direitos suspensos com a declaração de estado de emergência é a liberdade de movimento.

Cabo Verde registou até o momento sete casos positivos do novo coronavírus, sendo quatro na ilha da Boa Vista e dois na cidade da Praia e um em São Vicente. Entre os quatro casos positivos na ilha da Boa Vista, um resultou em óbito, um cidadão inglês de 62 anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.