De acordo com a administradora do INGT, Fátima Fernandes, o objectivo é mobilizar a sociedade civil e os parceiros, sobre os princípios e o diagnóstico de plano estratégico ocupação, implantação de infraestruturas e de protecção dos recursos ambientais e patrimoniais.

Conforme avançou à Inforpress, este workshop, que decorrerá no Centro da Juventude, em Sal Rei, acontece no âmbito implementação do Projecto de Redução do Impacto de Infraestruturas Sobre Ecossistemas Costeiros na África Ocidental (PRISE) .

Nesta linha, explicou, um dos grandes resultados esperados e a elaboração de um plano de ordenamento da rola costeira e do mar, porque é um instrumento de gestão para maior regulação.

“O POOC-M é um instrumento de salvaguarda do território, principalmente marítima e costeira”, disse.

O projecto é financiado pela MAVA Foundation, através dos parceiros regionais Wetlands Internacional (WIA) e Partenariat Régional pour la Conservation de la zone côtière et marine de l’Afrique de l’Ouest (PRCM).

O PRISE está a ser implementado em cinco países da África Ocidental: Mauritânia, Senegal, Guiné-Bissau, Guiné e Cabo Verde, mais concretamente na ilha da Boa Vista.

Pressupõe os critérios a mitigação do impacto das infraestruturas costeiras nos ‘habitats’ prioritários, a redução dos efeitos negativos do desenvolvimento das infra-estruturas nos ecossistemas costeiros, a implementação de ferramentas adequadas de zoneamento e gestão para apoiar o planeamento costeiro, entre outros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.