Em comunicado, o IPC referiu que no âmbito do restauro em curso naquela capela, com cerca de 500 anos, financiado pelo instituto Camões, foram encontradas imagens de santos “cujo a disposição e contexto conduziram a uma intervenção arqueológica de urgência”.

“Segundo informações preliminares, trata-se de um ritual católico praticado a partir do momento que uma imagem deixa de ser utilizada. As mesmas, em madeira e material cerâmico, apresentam um elevado nível de degradação e datação desconhecida”, explicou o IPC.

Uma equipa de arqueólogos daquele instituto está agora “a escavar toda a área, tendo em conta a existência de outras matérias que vão surgindo, nomeadamente fragmentos de ossos humanos”.

Construída em 1495, a Igreja Nossa Senhora do Rosário, no concelho de Ribeira Grande de Santiago, integra um dos raros exemplos da arquitectura gótica na África subsaariana. Em termos arquitectónicos, o conjunto possui características típicas da arquitectura quinhentista.

A intervenção global na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, onde pregou o Padre António Vieira e por onde terão passado Vasco da Gama e Cristóvão Colombo, iniciou-se em Dezembro de 2018.

A igreja é considerada o mais antigo edifício histórico da Cidade Velha que se mantém intacto.

O templo conta com uma “capela esplêndida de estilo manuelino” que é o seu elemento fundador, indicou anteriormente o IPC.

A Cidade Velha foi classificada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) como Património da Humanidade em 10 de Maio de 2009. Em 26 de Junho do mesmo ano obteve a classificação de uma das Sete Maravilhas do Mundo de origem portuguesa.

A reabilitação global da igreja foi financiada pelo Governo de Cabo Verde, através do Fundo do Turismo, e a intervenção na Capela Gótica suportada pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.