Em conferência de imprensa no Palácio do Governo, Cidade da Praia, acompanhado da ministra da Justiça e do Trabalho, Janine Lélis, e do ministro dos Negócios Estrangeiros e Defesa, Luís Filipe Tavares, lamentou o sucedido, confirmando que os mortos são todos do sexo masculino, com idade compreendidas entre os 20 e os 51 anos, sendo oito militares e três civis.

“Presume-se estarem na origem destes acontecimentos motivações pessoais que excluem a ideia de atentado contra o Estado de Cabo Verde, e neste momento, um soldado afecto ao próprio destacamento encontra-se desaparecido e há fortes indícios de que o mesmo esteja envolvido”, afirmou.

De acordo com o ministro, “não existem indícios de ligação destes factos com o narcotráfico”, indicando que na sequência do ataque, foram subtraídas nove espingardas e munições, as quais já foram recuperadas no interior de uma viatura encontrada na zona da Cidadela-Palmarejo.

Segundo o governante, dos três civis, dois são técnicos de nacionalidade espanhola que se encontravam em Cabo Verde a prestar serviços no local e um de nacionalidade cabo-verdiana que também trabalhava com a equipa espanhola, garantindo que todo o apoio e solidariedade serão prestados aos familiares das vítimas.

Paulo Rocha recomendou, também, “calma e serenidade” à população, esclarecendo que não se verificaram tiroteios na Cidade da Praia, contrariamente ao que está sendo veiculado, assim como os aeroportos estão a funcionar normalmente, porque não foram fechados.

“As autoridades estão a tomar as medidas que se impõem para o esclarecimento cabal do caso”, assegurou, avançando que até este momento ainda não se encontra ninguém detido, mas que as Forças Armadas, a Polícia Nacional, a Polícia Judiciária, estão no terreno e empenhados em esclarecer cabalmente este lamentável episódio.

No local do sucedido encontram-se as autoridades sanitárias, as Forças Armadas, a polícia científica e a Polícia Nacional a recolher as provas. A Inforpress também constatou a presença do pessoal da embaixada da Espanha em Cabo Verde e da Presidência da República.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.