Conforme Jorge Martins adiantou à Inforpress, o novo navio, que chegou ao Porto Grande, do Mindelo, a 28 de Janeiro, tem previsão para iniciar as suas actividades em breve.

Isto depois de já se ter anunciado uma viagem inaugural a 18 de Fevereiro, mas que não aconteceu devido aos trâmites de atribuição da bandeira cabo-verdiana e certificação pelas autoridades marítimas, e que já foram, segundo a mesma fonte, ultrapassados.

Sendo assim, a CV Interilhas conta com mais um barco, que, juntamente com o Kriola “neste momento operacional” e com uma viagem feita no último dia 27 de Março, – depois de ter estado cinco meses paralisado devido a uma avaria – deve substituir San Gwann e Liberdadi.

O navio San Gwaan, fretado antes para substituir Kriola, terminou nesta segunda-feira o contrato e encontra-se na viagem de regresso à Espanha, que durará, di-lo Jorge Martins, até esta quinta-feira, 02 de Abril.

Liberdadi, por sua vez, fará uma paragem para “manutenção programada”.

Com as medidas de contingência decretadas pelo Governo, devido à covid-19, a CV Interilhas “reduziu as frequências de viagens para metade, somente para cargas e sem passageiros”, asseverou Jorge Martins.

A embarcação nova, Chiquinho BL, com 76 metros de comprimento, tem capacidade para 430 passageiros, 50 viaturas ligeiras e outras cargas de até 50 toneladas de peso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.