Segundo a presidente da comissão organizadora do evento, Eneida Gomes, estima-se a participação de 47 personalidades internacionais, estando já a confirmados 38, que estarão envolvidos nos sete painéis agendados, duas conferências e conversas sobre o mar, que acontecem na praia da Laginha.

“Vamos tentar elevar ao máximo as preocupações que Cabo Verde tem a nível dos oceanos e nós queremos chegar a todos os cantos. Queremos dar voz às nossas políticas e recolher experiências dos nossos convidados de forma a termos um ‘know-how’ melhor”, explicou a responsável, que falava na tarde desta quarta-feira no acto oficial de apresentação da segunda edição da CV Ocean Week

Os convidados, conforme a organização, são oriundos de oito países e por agora estão confirmados “figuras de relevo internacional” em matéria de economia azul, entre as quais, o enviado especial das Nações Unidas, Peter Thomson, a directora global de gestão do oceanos, Maria Damanaki, e a embaixadora de Angola em Itália, Fátima Jardim.

Espera-se ainda, segundo o secretário de Estado do Ministério da Economia Marítima, Paulo Veiga, que presidia ao acto de lançamento, a participação de representantes da FAO, do Banco Mundial e do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), assim como de representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e de vários países e organizações internacionais

“Evidenciando parceiros e especialistas de reconhecido mérito mundial e com conhecimento e atenção profundos dos mares e do oceano”, assegurou o governante, adiantando que se vai dar continuidade ao objectivo do evento que é o de “elevar a consciencialização e de sensibilizar sobre a importância dos oceanos e a sua sustentabilidade”.

Pretende-se, por outro lado, ajuntou, criar uma cultura voltada para a saúde do mar e explorar de forma sustentável os recursos marinhos de Cabo Verde.

Durante esta segunda edição, conta-se ainda anunciar, segundo a mesma fonte, oficialmente, o programa de mestrado sobre Climate Change and Marine Science (WASCAL), financiado pelo Governo Alemão e liderado pela Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), que visa fornecer “treinamento de última geração” para cientistas e outros profissionais em mudanças climáticas e uso da terra.

Outra das novidades da CV Ocean Week 2019, di-lo Paulo Veiga, será o enquadramento na programação da Feira das Actividades Ligadas ao Mar –EXPOMAR, que “vai enriquecer e engrandecer ainda mais o evento”.

Conforme Eneida Gomes, esta edição da semana dos oceanos, marcada para 25 a 29 de Novembro, abordará temas como a monitorização dos oceanos, sustentabilidade ambiental, capitalização da economia azul e outros, além de actividades culturais, desportivas, que pretendem “envolver São Vicente por completo”.

A primeira edição da Cabo Verde Ocean Week foi realizada de 19 a 25 de Novembro de 2018.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.