Em entrevista à Inforpress, a directora do Parque Natural do Monte Gordo, Lindaci Oliveira, explicou que o objectivo da feira é promover os produtos locais, os pratos típicos da ilha e estimular as actividades geradoras de rendimento, através do Parque Natural.

Durante este fim-de-semana, os expositores apresentam produtos da região, como frutas, e transformados em doces, licores, ponches, grogue, mel, sumos, óleo, xaropes, sabonetes bem como a exposição de plantas e a gastronomia saniculauense.

Segundo aquela responsável, a feira representa “um momento para saborear e conviver” e apresentar os resultados dos expositores que desenvolvem suas actividades geradoras de rendimento através do Parque Natural.

Conforme explicou, embora muitos não desenvolvem uma actividade corrente, recebem solicitações de outras instituições para prestar serviços e apresentar em outras feiras.

O evento é pago a um preço simbólico de forma a contribuir para a sustentabilidade da própria organização, conta também com várias actividades de animação nomeadamente, dança, música e a presença de vários artistas e Dj locais.

No primeiro dia, os participantes mostraram-se “satisfeitos” embora esperam uma maior procura, como habitualmente acontece, no segundo dia.

A edição dos “Gostos e Sabores do Parque” deste ano presta homenagem a sete das associações que desenvolvem as suas actividades à volta do Parque Natural do Monte Gordo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.