Herménio Fernandes fez estas declarações aos jornalistas após uma visita efectuada este sábado, às obras em curso no município, no quadro da visita do ministro do Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, a São Miguel.

“Visitamos as obras de requalificação urbana e ambiental de Pilão Cão, assim como de Achada Bolanha, obras de calcetamento de estradas de Palha Carga, requalificação urbana e ambiental de Monte Terra e de Ponta Ribeira, na Veneza, que contempla, também, a construção de uma nova rede de adução de água e ligação domiciliária de água a todas as famílias de Veneza (…), demonstrou.

O autarca assegurou que a drenagem de Manguinho é uma das obras mais estruturantes neste momento, que já se concluiu a primeira fase, avançando agora com a construção do PH na passadeira, que, ao seu ver, é uma passagem de “água muito importante”, tendo em conta que vai aumentar a resiliência da cidade.

“É uma obra que completa todos os investimentos que estamos a fazer na cidade, porque a ribeira de Manguinho é uma ribeira que tem forte caudal de água na época das chuvas”, mostrou, lembrando que já houve chuvas torrenciais que causou muitos problemas às famílias daquele bairro.

Entre as obras visitadas, estão a requalificação urbana e ambiental de Chão de Alecrim e reabilitação da Praia de Calhetona, investimentos que, conforme Herménio Fernandes, qualificam o município, tornando-o num “lugar muito mais aprazível, seguro e saudável”.

“Queremos posicionar esta cidade e este município como um pólo dinâmico de desenvolvimento e, para que isso aconteça, é preciso ter infra-estruturas com qualidades e infra-estruturas de facto que garantem melhor salubridade, melhor saúde pública, mas também, melhor qualidade de vida”, enfatizou.

O ministro do Estado assegurou que o essencial é demonstrar que todos os investimentos que estão sendo feitos têm o objectivo de preparar o município para ir de acordo com a sua vocação e melhorar consideravelmente a condição de vida das pessoas.

“É permitir as pessoas a terem um ambiente melhor, com saneamento, com arruamento, água, electricidade, telefone e permitir que nas suas localidades possam ter condições de produzir e ter condições de criar riquezas”, reforçou.

WM/DR

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.