A feira agropecuária de Santo Antão, que decorre durante três dias no Porto Novo, já vai na sua décima quarta edição e conta com a presença de expositores de toda a ilha, certame promovido, anualmente, pela edilidade portonovense, por ocasião das festas de São João.

O também ministro das Finanças vai aproveitar a sua estada de dois dias em Santo Antão, mais concretamente, no Porto Novo, para se encontrar com os operadores económicos e para o lançamento de novas obras de requalificação urbana.

O município do Porto Novo vai ser alvo, até 2020, de “um amplo plano de requalificação urbana”, na ordem dos 100 mil contos, que abarcará zonas rurais e urbana, informa a edilidade local.

Com este programa, financiado através do fundo do ambiente, a câmara do Porto Novo espera, neste primeiro ano (2018), em que devem ser realizadas intervenções à volta de 30 mil contos, calcetar mais de 17 mil metros quadrados de vias e criar “centenas” de postos de trabalho.

O vice-primeiro-ministro é uma das várias entidades que visitarão Porto Novo ao longo deste mês de junho, no âmbito das festividades de São João, de entre as quais se destacam ainda o Presidente da Republica, Jorge Carlos Fonseca, e o ministro de Estado, Fernando Elísio.