A informação foi avançada pelo secretário permanente do Sindicato Livre dos Trabalhadores de Santo Antão (SLTSA), Carlos Bartolomeu, que adiantou que todos os ex-operários já estão a receber os respectivos valores de acordo os direitos adquiridos.

Os ex-trabalhadores, através do SLTSA, intentaram uma acção judicial contra a fábrica, propriedade do grupo Turinvest, com sede no Sal, através da qual reclamavam o pagamento de cinco meses de salários e de uma indemnização pelos oito anos de trabalho prestados à Cabocem, instalada em 2005.

A fábrica foi encerrada em Agosto de 2013, e Em Outubro de 2013, o Tribunal Judicial da Comarca do Porto Novo (TJCPN) condenou a Cabocem  a pagar aos operários cinco meses de salários devidos e ainda uma indemnização no valor de 5.372 escudos.

A empresa, que assegurava mais de dois dezenas de postos de trabalho, continua encerrada e, para já, desconhece-se futuro da cimenteira, que representou um investimento na ordem dos 500 mil contos, instalada em 2005, na zona de Fundão, a cinco quilómetros da cidade do Porto Novo.

Os responsáveis municipais acreditam que, pela qualidade das pozolanas, é possível viabilizar essa cimenteira, estando, nesta altura, à procura, conjuntamente com o Governo, de um parceiro estratégico, para relançar a fábrica.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.