Na zona Sul do Porto Novo, umas das localidades mais afectadas pela seca, as famílias têm estado a pedir a abertura de uma frente de trabalho, para fazer face às dificuldades decorrentes do mau ano agrícola, sentido, de forma particular, nessa localidade.

A câmara municipal já se comprometeu a abrir uma frente de trabalho na zona Sul do Porto Novo, para amenizar a situação social preocupante reinante dessa zona, que, por causa da seca, já perdeu o grosso da sua população.

No quadro do plano de emergência para a mitigação dos efeitos da seca, foram já criados no Porto Novo cerca de 600 postos de trabalho, estando a edilidade a pedir ao Governo o reforço do programa para empregar mais famílias em situação de vulnerabilidade.