O presidente da Luz Viúva, Aristides Morais, explica que esta associação, como forma de ajudar os criadores a salvarem os seus animais, decidiu colocar à disposição desta classe ração, mais concretamente o milho, a um preço acessível.

O milho é colocado em Lagoa do Planalto Leste a 1.550 escudos/saco, ou seja,  a um preço abaixo do que, normalmente, é vendido nessa zona alta de Santo Antão, como forma facilitar a aquisição deste produto por parte dos criadores de gado, uma iniciativa que conta com parceria da edilidade porto-novense, que assegura o transporte.

Além disso, segundo o líder associativo, os criadores em Lagoa do Planalto Leste beneficiam ainda de um desconto de 20 por cento (%) na compra da ração, que tem vindo a ser disponibilizado pelo Governo, no âmbito do programa de mitigação dos efeitos da seca.

Os habitantes de Lagoa do Planalto Leste vivem, essencialmente, da pecuária e da agricultura de sequeiro, duas actividades que foram, seriamente, afectadas nos últimos anos, pela seca.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.